O que é o Projeto “O Nosso Mapa”?

O projeto “O Nosso Mapa” é uma ideia original minha para o Orçamento Participativo da Junta de Freguesia de Anta e Guetim e que conta com a direção artística de Jode, seguindo a metodologia do Projeto Trinsheira e com o apoio da Cerciespinho. Comecei todo o processo com um período de diagnóstico com a comunidade do Bairro da Ponte de Anta, onde habitam cerca de 3.000 pessoas em menos de 1 km quadrado, divididas por sensivelmente 560 caixas de correio. Da necessidade identificada, a falta de sinalética que identifique a comunidade e que causa dezenas de pequenos problemas diariamente há mais de 40 anos, produzi um plano de gestão de projeto que, levado a votação pública, venceu o Orçamento Participativo, contemplando a realização de uma galeria de arte pública com a sinalética e elementos identificativos da comunidade.

O plano de gestão do projeto “O Nosso Mapa” contempla, essencialmente, duas fases: em primeiro lugar, a criação de oficinas de requalificação urbana e de transmissão de competências artísticas e sociais e, numa segunda fase, a transformação de um espaço socialmente morto e sub-aproveitado numa galeria de arte pública com a respetiva colocação da sinalética que identifique a comunidade, recorrendo à participação coletiva na direção e na realização artística.

No dia da pintura do mural de graffiti e da colocação da sinalética, todos os moradores e visitantes terão a possibilidade de participar e experimentar ferramentas artísticas relacionadas com a street art. Desafiei, também, alguns artistas com currículos relacionados com a intervenção urbana e o Hip-Hop a fazerem oficinas e espetáculos ao vivo nesse dia, estando confirmadas as presenças de Prototype Crew, Diogo Malta, Manchas, BC, Stage Zero e Visão Oculta.

É sempre mais difícil trabalharmos na transformação do espaço em que nascemos e, sendo eu natural desta comunidade onde resido há cerca de 25 anos, assumi este desafio com a responsabilidade e a humildade que este projeto pede, mas com as certezas e a confiança do trabalho entretanto realizado pelo Projeto Trinsheira (do qual sou fundador e gestor de projeto) nas cidades da Maia, Porto, Gaia, Lisboa e Coimbra. O “Nosso Mapa” está lançado!