Projeto Trinsheira – Assinatura de Protocolo com CME

Como Presidente da Direção do Projeto Trinsheira, foi com uma enorme sensação de satisfação que assinei o protocolo de colaboração com a Câmara Municipal de Espinho. Este protocolo de colaboração, assinado nos Paços do Concelho, prevê a utilização da Loja n.º 3 do Bloco 3 do Conjunto Habitacional da Ponte de Anta e do Campo de Futebol do Conjunto Habitacional da Ponte de Anta com vista à criação de uma Galeria de Arte Pública. A cedência deste espaço pela autarquia vai permitir que o Projeto Trinsheira desenvolva, no território do Complexo Habitacional da Ponte de Anta, a comunidade onde foi fundado em 2001, a sua atividade estatutária, implementando projetos e iniciativas com destaque para a criação de uma Galeria de Arte Pública, para a implementação de oficinas criativas de requalificação urbana e de formação na comunidade do Bairro, através da participação coletiva da população residente.

Acreditamos no sucesso desta nova etapa e no potencial que existe para a inovação e para o empreendorismo no seio da comunidade em que nos vamos inserir. Da parte do Projeto Trinsheira, depois dos resultados alcançados em experiências semelhantes aplicadas no Complexo Habitacional da Quinta em Paramos, na cidade do Porto e em Matosinhos, onde foi conseguido o envolvimento da comunidade local e a criação de um sentimento de identidade e pertença proporcionado pela participação ativa dos seus habitantes, estamos super motivados para esta nova etapa de transformação.

Como fundador e gestor do Projeto Trinsheira, tem sido um orgulho e uma responsabilidade enorme liderar esta jovem equipa cheia de sonhos, de empenho, de conhecimento e de vontade de transformar. Toda esta aventura tem sido recheada de muitas batalhas mas, acima de tudo, de pessoas que me marcaram para sempre. Agora, que nos preparamos para consolidar os últimos 16 anos da nossa vida, não podia deixar de afirmar aqui o meu profundo obrigado e o meu reconhecimento a todas e a todos. Palavras não chegam para nomear todas as caras e nomes que deixaram um pouco de si nesta casa e a única coisa que posso garantir é a mesma garra e mesma atitude de sempre, a mesma mentalidade de crescimento e de liderança nas boas práticas de requalificação urbana, de participação coletiva e de disseminação de metodologias colaborativas e sustentáveis. A finalizar, uma palavra também ao Município de Espinho e aos seus decisores, pela visão, pela confiança na nossa capacidade e por terem aceite partilhar este novo desafio que tanto nos orgulha. Ao longo dos próximos tempos, comunicarei o andamento do projeto de requalificação do campo de futebol do Bairro da Ponte de Anta, a maior obra de requalificação urbana coletiva com base no graffiti responsável e na educação ambiental alguma vez tentada nesta nossa muy nobre e vareira cidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>